Calendário

15 de maio de 2014 - 5a.feira, Envelheço na cidade, Xico Barbosa

Olho na folhinha. Dia seis de junho de dois mil e quatorze. Quarenta e um anos. Numa conta rápida: quatrocentos e noventa e dois meses. Algo em torno de cento e setenta e nove mil, quinhentos e oitenta dias.  Venho caminhando mundo adentro. Dia após dia. Noites. Tardes. Primaveras e Verões.  Mas, sempre no Inverno o aperto é maior dentro desta caixa. Olho-me no espelho. Espero o sorriso brotar. Da mesma forma que brotou naquela manhã. Mas o amarelo da solidão insiste em pintar minha face. Haja manhãs quentes para aquecer minha pele. Haja dias. Haja cartas de amor espalhadas pelo quarto. E tudo isso… tudo e mais.  

O telefone toca. Mais uma vez sonho com você do outro lado da linha. Mas, nada. Apenas mais um. Hoje sou mais lembrado que há um ano. Dia após dia, recebo ligações de pessoas que sabem apenas meu CPF. E mesmo nessa data, onde alguns comemoram seu nascimento com toda euforia, mesmo que alcoólica, eu morro aos poucos. Minuto por minuto. Sem euforia. Aumentando minha lamúria existencial. Não desejo mais alguns dias dessa maneira. Sozinho. Sem você sorrindo seu riso daquela manhã ensolarada. E por que não volta? 

Chego até a ponta da varanda. Olho para baixo. A distância até lá em baixo é grande. Tanto quanto a reta que liga você até a mim. E o desejo de correr atrás de você e gritar com toda  força vai se exaurindo toda vez que me lembro da daquela manhã onde meu sorriso brotou diante do seu, mas que ao entardecer, sem um beijo, escureceu. A noite sempre chega. Com ela o frio. E com ele  a solidão. E com esta o desespero. E hoje. Onde o calendário aponta o dedo para mim e diz: mais velho, meu chapa!? Ela me abraça mais forte. Impiedosa. “Tranquilo e infalível como Bruce Lee”. E em um golpe, um único e certeiro golpe, acaba comigo.

O calendário vira. O dia passa. E a cidade, assim como os seus, me devora dia após dia.

Xico Barbosa

Posts Twitter Facebook

Paro, penso, escrevo... penso, paro, apago... penso, escrevo, paro... Na verdade, é que tudo na vida é um grande recomeço...

2 respostas para Calendário

  1. Sobre os dias nos devorarem: excelente definição, Xico. Adorei.

Deixe uma resposta

Text formatting is available via select HTML. <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*